Envelopamento automotivo: tudo sobre instalação, preço e legislação

Envelopamento automotivo: tudo sobre instalação, preço e legislação

15 de outubro de 2018 2 Por Fábio Siqueira

O envelopamento automotivo está em alta e não é só pelo visual atraente: o envelopamento traz também uma série de benefícios e proteção para o veículo e isso tem chamado a atenção de muita gente — não apenas pessoas interessadas em carros tunados, por exemplo.

Os carros envelopados têm se mostrado muito versáteis ao unir estilo e proteção para a lataria e para a pintura. Para proteger um carro na garagem de casa, mesmo quando ela for descoberta, existe sempre a ótima opção das capas protetoras. Mas e quando o carro está em movimento? Pois bem, é aí que o envelopamento de carros brilha.

Por isso, pensando em ajudar tanto quem está interessado em envelopar o carango (por conta própria ou com a ajuda de um profissional), ou pretende começar um negócio de envelopamento de veículos para tirar uma grana extra, desenvolvemos esse artigo completo para ajudar ambos.

Confira tudo, tem até um eBook que preparamos só para você!

Índice do artigo

Qual material é utilizado no envelopamento automotivo?

Você não tem certeza sobre quais são os materiais certos para o envelopamento de veículos? Você está se perguntando se os envoltórios são feitos de um composto de borracha que acabará desbotando ou queimando ou um produto de plástico que rasga facilmente? Pior ainda: você pode ter visto algumas vans com decalques ou plotagens mais antigos que estavam desbotando ou descascando e ficou apreensivo com como seu carro pode ficar?

Entendemos todas essas preocupações e elas são muito válidas. Afinal, você está prestes a investir seu dinheiro em algo para valorizar seu carro e não o contrário, não é mesmo?

Envelopamento com vinil

Basicamente falando, a maioria dos envelopamentos são feitos de vinil resistente que tem um adesivo de um lado. Com a adição de cloreto de polivinila (PVC), o material de vinil fica significativamente mais reforçado. Este é o segredo da durabilidade dos envelopamentos. Para flexibilidade, plastificantes geralmente são usados, permitindo que o envelopamento automotivo resista à leve contração e expansão das mudanças de temperatura na lataria. Além disso, faz com que os arranhões e pequenas ondulações sejam cobertos, tornando-os invisíveis.

Há muitos anos, a perca de coloração e enrugamento dos envelopamentos em carros era comum, o que causa um pouco de medo para quem está pensando em fazer isso com o carro. Porém, para a felicidade de todos, os fabricantes mudaram há muito tempo a composição do vinil desde então. Hoje em dia, mesmo quando você deixa seu carro estacionado sob o sol escaldante por longos períodos de tempo, seu envelopamento ainda parecerá espetacular. Você pode desfrutar de pelo menos cinco anos de uso graças aos estabilizadores de calor e absorvedores de raios UV que protegem seu investimento.

Vinil de qualidade para carros

Com a popularização do envelopamento automotivo, surgiram diversas opções de materiais para fazer esse tipo de serviço. Poderíamos citar até mesmo uma imensa lista de produtos online, no entanto, quando se considera a aplicação a longo prazo de uma envelopagem, a escolha do material precisa ser certeira. Não há como negar que os melhores produtos para o envelopamento de carros são fabricados pela 3M, já muito renomada por outros produtos.

Outra peça muito importante do quebra-cabeça é ter o conhecimento necessário para trabalhar o material de maneira correta e utilizar as ferramentas corretas. Quando um vinil não é corretamente instalado, há grandes chances de você ter problemas posteriores. Não importa quão bom seja o material se a estrutura de som do vinil for prejudicada pela umidade e sujeira que podem entrar durante o processo. Por isso fique atente ao nosso guia mais adiante no artigo!

Além disso, as bolhas são outro sinal de instalação defeituosa. Quando vinil especificamente fabricado para uso automotivo é usado corretamente, o borbulhamento não deve ocorrer. No entanto, tudo depende da experiência do instalador. O problema da formação de bolhas é eliminado quando o vinil automotivo é instalado com precisão, já que foi permitido que o ar escapasse durante o processo.

Vantagens do envelopamento automotivo

Há muitas boas razões para escolher envelopar seu veículo. Vamos dar uma olhada em algumas das vantagens do envelopamento automotivo:

Envelopar custa menos do que pintar

O custo de um envelopamento é uma das suas vantagens mais atraentes. Comparado a uma pintura de qualidade, o envelopamento completo do veículo custará uma fração do preço. Em São Paulo, um envelopamento pode custar entre R$1.300 a R$3.000 ou mais, dependendo do design e do serviço pedido. Mas lembre-se: nem sempre um envelopamento mais barato é a melhor opção para seu carro.

Protege sua pintura

Envelopar seu carro com vinil também fornece proteção para sua pintura original contra os agentes naturais como o sol, chuva, terra, areia e pequenos detritos carregados pelo vento ou que se chocam com o veículo quando ele está em movimento (principalmente na estrada).

Quando chega a hora de vender seu carro, você pode remover o vinil para revelar a tinta intocada embaixo.

Envelopar um carro é mais rápido do que pintar

Pintar um carro é um grande trabalho. Desde o trabalho preparatório até o tempo de secagem entre as camadas de tinta, tudo isso se acumulando. Se você optar por repintar seu carro, pode levar vários dias ou até semanas para ser concluído, dependendo da qualidade e da complexidade do trabalho.

O vinil oferece um tempo de resposta muito mais rápido. Certificar-se de que o carro está limpo e que um projeto foi finalizado são as principais tarefas de preparação. O envelopamento do veículo pode ser feito em 1 dia ou 2 dias, no máximo.

Variedade de opções

Os envelopamentos oferecem uma maior variedade de opções de cor e acabamento do que a pintura. Aliás, qualquer cor que você pode pintar um carro pode ser conseguida com vinil. Muita gente oferece envelopes que mudam de cor e fazem a transição de uma cor para outra, dependendo do ângulo da luz.

Cada cor também pode receber diferentes acabamentos, como brilho, semi-brilho, fosco ou acetinado. Você pode até usar vinil para imitar outros materiais, como fibra de carbono (muito apreciado por aqui), cromo, aço inoxidável ou mesmo couro.

O envelopamento é totalmente removível

Se você decidir voltar seu carro para a pintura original ou uma nova cor, o vinil pode ser facilmente removido e substituído. Isso permite que você mude a aparência do seu carro com mais frequência sem danificar a lataria ou exigir preparações ou mão de obra extensa.

Design digital

Envelopamentos de vinil podem ser personalizados com desenhos impressos digitais. Isso permite que você crie uma aparência inconfundível para o seu carro. Uma rápida pesquisa no Google ou no Instagram mostrará alguns exemplos incríveis dos designs que podem ser impressos em vinil.

Você pode encontrar exemplos de carros envelopados para se parecerem com velhos aviões de guerra, novos supercarros envelopados para parecer que estão cobertos de ferrugem, etc. Os designs digitais também são uma opção econômica para publicidade em seu carro, se você também estiver considerando isso.

Desvantagens do envelopamento automotivo

As desvantagens do envelopamento automotivo são mínimas. E as coisas que podem ser consideradas negativas contra o vinil podem ser as mesmas advertências aplicadas a todas as áreas de personalização de veículos, como os carros rebaixados, por exemplo.

Você recebe o que você paga…

Nem todo vinil é criado igual. Assim como acontece com outros produtos e serviços, você recebe pelo que paga. A 3M, como já dissemos, oferece vinil de alta qualidade que não irá danificar sua pintura, proporcionando uma ótima aparência e durabilidade.

Outras marcas podem parecer ter o mesmo resultado, mas podem ser menos duráveis ​​e podem desbotar ou descolorir com o tempo. Pior de tudo: um vinil de baixa qualidade pode causar danos à sua pintura quando removido. Portanto, verifique se o vinil escolhido é de alta qualidade.

O envelopamento é tão bom quanto pintura?

Pode-se argumentar que a profundidade e o caráter oferecidos por uma pintura de alta qualidade são superiores ao envelopamento automotivo. No entanto, um envelopamento bem realizado, feito com vinil de alta qualidade, trará muito mais vantagens quando o assunto é personalização e proteção da lataria.

O envelopamento só fica atrás na questão do pós-venda, já que muitas vezes é melhor remover o vinil antes de revender o carro por questões meramente burocráticas como a transferência de propriedade do veículo. Falamos sobre legislação mais adiante, não deixe de conferir.

Existem opções de envelopamento automotivo perto de mim?

O mercado de envelopamento automotivo continua a se expandir e, nos grandes centros e capitais, muitas lojas oferecem instalação do vinil. Porém, como essa é ainda uma atividade em expansão e que está ganhando muita popularidade, pode ser que ainda existam espaços a serem preenchidos no mercado.

Faça o teste: encontrar um bom envelopador de carros perto de você não deve ser difícil, mas se não houver muitas opções, pode existir também uma oportunidade de negócio para você.

O que diz a legislação sobre os carros envelopados?

O envelopamento automotivo tem muitas vantagens, mas é preciso ficar atento à legislação para saber o que é ou não permitido no Código de Trânsito Brasileiro. Basicamente falando, bastante coisa é permitida em relação ao envelopamento do carro. No entanto, grande parte das mudanças precisa estar registrada no documento do veículo.

Somente 50% da cor externa do carro pode ser alterada

É isso mesmo. Segundo o CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito) o carro pode ter até, no máximo, 50% da cor de sua área externa alterada sem que seja preciso realizar mudanças no documento. Isso acontece porque a lei considera que mais de 50% do veículo foi alterado e isso precisa estar informado no CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos).

Mas fique atento: essa mudança só é exigida para quem pretende alterar a cor original do carro. Se o envelopamento que você escolheu foi apenas para preservar a pintura e irá manter as cores de fábrica, esse procedimento não é preciso. Ainda que você opte por uma tonalidade ou acabamento diferente, não é preciso informar as alterações ao DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito), já que a cor predominante do veículo se manterá a mesma.

As multas para quem desrespeitar a lei com o envelopamento do carro

Quem não cumprir as determinações da lei em relação ao envelopamento automotivo está cometendo uma infração grave e está sujeito à multa e perca de pontos na carteira. O veículo também pode ser apreendido para regularização.

O valor médio para esse tipo de infração é de R$195,23 e o condutor ainda perde 5 pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

O procedimento para informar as alterações no veículo não costuma ser complicado (no caso de envelopamento) e pode ser feito nos postos do Poupatempo, se sua cidade possuir um.

Como ganhar dinheiro envelopando carros?

Existem, basicamente, duas maneiras de se ganhar dinheiro com o envelopamento de veículos: tornar seu carro num outdoor ambulante, com uma propaganda de algum negócio local estampado nele; ou começar a prestar o serviço de envelopamento de veículos.

Geralmente quem possui o próprio negócio costuma utilizar o primeiro método (os vendedores de Herbalife, por exemplo), mas provavelmente essa não é a primeira opção de ninguém. Por isso, a melhor maneira de ganhar dinheiro com essa técnica é envelopando carros comercialmente.

Porém, tenha em mente que ficar bom em envelopar um carro em casa não quer dizer necessariamente que você pode fazer esse serviço comercialmente. Pelo menos não logo de cara. Por isso, recomendo o curso do Rafael Rivolta que é baratinho e me ajudou muito quando me interessei em prestar o serviço de envelopamento automotivo.

Se você se interessar pelo curso, acesse pelo link abaixo para se inscrever com 50% de desconto pelo Portal do Seu Veículo (de R$248 por R$148, em até 12x).

curso de envelopamento automotivo

Como fazer envelopamento de carros sozinho: passo-a-passo

Se você está pensando e se preparando para fazer seu primeiro envelopamento sozinho, pode ser que surja o medo de bolhas estragando a superfície do seu belo vinil ou uma aplicação permanentemente torta. Mas não tenha medo. O vinil de hoje é projetado para deixar o ar sair enquanto você aplica e o adesivo não é ajustado imediatamente. Você pode aplicar, ajustar e eliminar bolhas com rapidez e facilidade.

Dica de ouro: faça como os profissionais. Se você faz isso em casa como um profissional faz isso na loja, os passos básicos são os mesmos. Por isso, separamos os sete principais passos que você pode seguir hoje para envelopar o seu veículo como quiser.

Antes de mergulhar em nosso guia simplificado, considere também baixar nosso eBook para uma aprendizagem mais completa do assunto e para ficar craque antes de tentar fazer isso por sua conta. Se você não pretende fazer envelopamentos comercialmente, o eBook é uma alternativa muito mais barata que o curso e você irá aprender tudo o que precisa!

Envelopamento automotivo eBook

baixe o ebook

Agora vamos começar?

1. Planeje antes de aplicar

planeje o envelopamento

Tipo e quantidade

Você precisa decidir o tipo e quantidade de vinil necessários para o projeto. Há muitas opções diferentes, mas algumas das melhores são produzidas pela 3M. Além disso, é preciso decidir o objetivo do envelopamento automotivo: você quer gráficos, mensagens de marketing ou mudança de cor?

Quanto à quantidade, normalmente leva um rolo completo de 1,52 m de largura e 7,62 m de comprimento de vinil para completar um carro. Faça medições do seu veículo e veja se esse padrão se confirma, afinal nem todos os carros são iguais, não é mesmo? Sempre planeje 10% a mais — erros acontecem e todas as bordas precisam estar bem arrumadas.

Mapeie sua superfície

Agora que você já está preparado com a quantidade estimada de vinil, é hora de inspecionar a superfície onde você irá aplicar. Antes de aplicar uma única peça de vinil, é importante conhecer cada centímetro da lataria. Cada veículo tem suas próprias áreas problemáticas potenciais. Quais curvas na carroceria criarão tensão extra no vinil? Existem áreas problemáticas na pintura ou na lataria que serão mostradas através do vinil? Corrija qualquer problema para evitar que eles sejam ampliados quando você aplicar o material. Faça um mapa da superfície e saiba, antes de aplicar, onde você terá que ajustar o seu processo de aplicação para curvas ou áreas problemáticas.

Remover qualquer impedimento

Qualquer coisa — qualquer coisa mesmo — que pode bloquear a aplicação do vinil de maneira limpa e homogênea deve ser removida. Aparas, forros, molduras, alças e tudo o que afetará sua capacidade de aplicar o vinil precisa ser removido. Em caso de dúvida, remova-o. Faça isso antes de cortar um único pedaço de vinil para evitar frustrações, atrasos e um mau trabalho de aplicação de vinil.

Ferramenta certa, trabalho certo

Todo trabalho requer as ferramentas certas. Você vai precisar de:

  • pistola de calor;
  • rodo;
  • lâmina de corte;
  • fita de corte;
  • solução de limpeza;
  • fita métrica;
  • luvas;
  • e termômetro infravermelho.

2. Prepare e limpe

prepare e limpe antes de envelopar

Limpe sua área de trabalho

Varra sua área de trabalho e garanta que não haja nenhuma fonte de sujeira e detritos antes de limpar as superfícies do veículo. Se você já lidou com tinta, sabe com que rapidez a poeira pode se depositar em superfícies limpas. Um carro super limpo não fica limpo por muito tempo em uma garagem suja. Lembre-se disso.

Limpe a superfície

Uma aplicação de vinil de qualidade depende de uma superfície limpa. Assim como uma pintura, é extremamente importante ter uma superfície limpa que segure o material e exiba-o sem imperfeições. Um desengordurante funciona muito bem para obter a camada inicial de limpeza do seu veículo. Em seguida, use álcool isopropílico a 70% para remover quaisquer partículas finas remanescentes e poeira para que sua superfície fique o mais limpa possível.

Carroceria

Se as superfícies do seu veículo tiverem amassados, arranhões profundos ou qualquer outra imperfeição na superfície, talvez você queira dar alguns retoques na carroceria. Cada imperfeição, dependendo da cor e do acabamento escolhido, poderá ser ampliada pelo vinil e, por mais perfeitos que sejam os projetos, você sempre notará as imperfeições. Poupe-se da tristeza e torne a superfície tão perfeita quanto possível.

3. Faça medições e cortes precisos

meça o vinil antes de cortar

Meça bem

Quando você mede sua área de aplicação, adicione de 10 a 15 centímetros à medida. Você pode sempre aparar enquanto vai aplicando, mas não pode adicionar material depois de cortar. Além disso, você precisará dobrar seus cantos para um acabamento com aparência profissional. Finalmente, você pode precisar usar mais de uma peça para superfícies superdimensionadas como capôs, tampas do porta-malas (no caso dos sedãs) ou tetos. Lembre-se: vinis vêm em rolos com 1,52 m de largura, se você estiver aplicando numa área muito próxima ou maior que isso, precisará cortar dois pedaços.

Comece pequeno

Escolha uma área pequena e plana para iniciar sua aplicação. Se você é novo nisso (e eu suspeito que você esteja lendo este artigo justamente por isso), convém se familiarizar com sua técnica de aplicação. Além disso, conseguir algumas pequenas conquistas antes de entrar nas áreas mais complexas ajudará sua confiança e aumentará suas chances de acertar.

4. Aplique o vinil

aplique o vinil no carro

Verifique mais uma vez as superfícies…

Você limpou as superfícies, mas é necessário verificar novamente o seu trabalho e garantir que não haja sujeira acumulada. Agora que a superfície está pronta, é hora de tirar a película que protege o adesivo do revestimento de vinil. É melhor ter um amigo para ajudar, pois o vinil pode ficar um pouco desajeitado e você não quer que ele grude em você mesmo. Certifique-se de que suas mãos estão limpas e comece o processo.

Comece pelo meio (o ar é o inimigo)

Comece no meio do painel onde você está aplicando.Tente manter as bordas levantadas e os cantos da superfície para evitar bolhas de ar. Trabalhe seu caminho para as bordas externas. Tome seu tempo e trabalhe metodicamente para evitar erros.

Rodo e pistola de calor

Utilize um rodo especial para aplicar uma pressão uniforme, trabalhando no mesmo padrão ao aplicar com as mãos —do meio às bordas externas. Quando tudo parecer suave e você estiver satisfeito com o trabalho, teste uma área com a pistola de ar quente. Quando você aplicar a pistola de calor, aparecerão bolhas se houver algum ar aprisionado. Com o vinil marcado pela bolha, fica mais fácil fazer a liberação de ar: você pode pressionar o ar facilmente para as bordas. Não corte nenhum excesso até que você tenha certeza de que não há bolhas de ar. Isso ajudará se você precisar levantar o vinil para remover todo o ar que não puder suavizar.

5. Corte o vinil, não a pintura do carro

corte apenas o vinil

Quando o vinil estiver bem aplicado, é hora de remover o excesso de material. Tenha em mente que a pintura do veículo está oculta sob sua lâmina. Tome cuidado ao cortar o excesso de vinil. Se você cortar o veículo, você pode ser forçado a remover o envoltório e consertar o dano. Apare o vinil para que haja cerca de 1/4 de centímetro de excesso em todo o painel. O excesso será suficiente para dobrar os cantos.

6. Dobre as bordas

Este passo pode ser a diferença entre um acabamento profissional e um trabalho amador. Se você tem muita tensão no vinil, pode rasgá-lo ao longo da borda quando for curvar ou dobrar no final da peça onde você aplicou. Você pode usar a pistola de calor para ajudar a diminuir a tensão, mas certifique-se de não superaquecer o material — provoque apenas calor suficiente para amolecer um pouco e suavizar quaisquer rugas.

7. Aquecer e firmar

Uma vez que a lataria do veículo foi envelopada e as bordas dobradas, é hora de aplicar o calor para firmá-lo no lugar para sempre. Aplique a pistola de calor uniformemente através do vinil, pois isso fará com que o material agarre ainda mais na lataria do veículo.

Atenção: você pode encontrar alguns sinais de alerta de que existem fragilidades no material. Se o vinil sair da superfície, você precisará se começar novamente. Quando estiver satisfeito com a aplicação final, limpe a superfície com um pouco de álcool e inspecione minuciosamente seu trabalho.

Hora de se orgulhar com o carro envelopado

O envelopamento automotivo pode ser um trabalho bastante detalhado e também tedioso. Depois de concluir a aplicação, no entanto, você pode comemorar. Sente-se e contemple o trabalho que você acabou de realizar. Lembre-se: o envelopamento não danifica o veículo se você fez bem o seu trabalho. Além disso, ele pode proteger seu veículo por até uma década. Comemore essa conquista, afinal agora você tem um carro com visual novo, mas que não custou quase nada para renovar.

Gostou do nosso artigo? Então compartilhe com os amigos! Se ficou com alguma dúvida pode deixar nos comentários e até a próxima.

Summary
Review Date
Reviewed Item
Envelopamento automotivo: tudo sobre instalação, preço e legislação
Author Rating
51star1star1star1star1star
mm

Fábio Siqueira

Mecânico há mais de 25 anos, restaurador, colecionador e curioso pelo mundo automotivo e suas constantes evoluções. Apaixonado por carros e entusiasta desde criancinha.
mm