Problema na caixa de direção: 5 maneiras de identificar

Problema na caixa de direção: 5 maneiras de identificar

17 de outubro de 2018 2 Por Fábio Siqueira

O volante é um dos componentes fundamentais do carro e damos de cara com ele todos os dias. Porém, o que raramente nos damos conta é de que o voltante é apenas a ponta do iceberg e que o sistema de direção do carro é formado por muitos outros componentes e o protagonista é a caixa de direção.

A caixa de direção é a responsável por transferir o giro do volante (e, principalmente, a força necessária para isso) para os rodas e esterçá-las. Por isso mesmo, eventualmente pode surgir algum problema na caixa de direção. Mas calma: a maioria dos problemas na caixa de direção não são graves e são fáceis de serem diagnosticados — e, em alguns casos, até mesmo consertados.

Por isso, no post de hoje vamos explicar um pouco como funciona esse componente tão importante no sistema de direção do veículo e também como identificar possíveis problemas. Isso é importante para evitar que os pequenos sinais sejam ignorados e depois se transformem em problemas maiores, demandando mais tempo e mais dinheiro gasto na oficina. Vamos começar?

Como funciona a caixa de direção?

A caixa de direção dos carros podem funcionar de maneiras distintas, mas todas têm a mesma funcionalidade: esterçar o carro. Atualmente, como você já deve saber, existem sistemas mecânicos, hidráulicos e também elétricos. Cada um tem sua característica de funcionamento e, por isso mesmo, podem apresentar diferentes defeitos em seus componentes.

Neste post, vamos abordar aqueles que são mais comuns entre os três sistemas, focando principalmente nos componentes que são comuns a todos eles e, por isso, tornam a identificação mais simples. Mas, antes de entender se existe um problema na caixa de direção do seu carro, vamos entender como ela funciona primeiro.

Rosca sem fim ou pinhão e cremalheira?

Muito comum há algumas décadas, o sistema de rosca sem fim foi abandonado de vez faz muito tempo. O sistema cumpria a sua função, mas era muito ineficiente e trazia alguns “problemas de fábrica” como a tão conhecida folga (isso deu até origem ao ditado de que o volante do fusca não tinha folga, tinha férias).

Como o próprio nome já diz, o sistema utilizava um rosca infinita para proporcionar o esterçamento das rodas conforme o volante era virado. Confira no esquema simplificado como esse tipo de caixa de direção funcionava:

caixa de direção rosca sem fim

Esse sistema ficou conhecido por alguns problemas na caixa de direção. O mais conhecido é a folga.

Esse sistema foi substituído, em seguida, pelo pinhão e a cremalheira. Uma das principais vantagens desse sistema era eliminar (pelo menos na maioria dos casos rs) a folga na direção e também permitir os sistemas de direção de maneira mais eficaz. Ou seja: a direção hidráulica e elétrica como conhecemos. Veja como o sistema funciona neste diagrama também simplificado:

caixa de direçã pinhao e cremalheira

Alguns componentes da caixa de direção com rosca sem fim permanecem no sistema de pinhão e cremalheira. Esse sistema pode ser considerado como uma atualização dos anteriores.

Agora, vamos para os tipos de caixa de direção.

Caixa de direção mecânica

direção mecanica

Como o próprio nome já diz, é a caixa de direção sem nenhum tipo de assistência. Esse tipo de direção costuma dar um feedback melhor sobre a estrada e também proporcionar uma dirigibilidade mais viva e direta. Esse também é o sistema que, geralmente, apresenta menos problemas na caixa de direção.

Caixa de direção hidráulica

direção hidraulica

A caixa de direção hidráulica já teve seus dias como item de luxo, mas hoje em dia já caiu no gosto popular e é a preferida de quase todo mundo. O sistema consiste, falando bem por cima, de uma caixa de direção comum com a assistência de um sistema hidráulico para ajudar a esterçar.

Na prática, isso significa mais facilidade na hora de fazer manobras, já que a força do esterçamento fica quase toda com o sistema hidráulico que é tocado pelo motor. Apesar da sua recente popularização, a direção hidráulica já é bem antiga e estava presente em carros americanos de luxo já nos anos 1950 como os Cadillacs.

À época, um dos principais problemas era que o volante permanecia extremamente leve em altas velocidades, o que representava uma grande ameaça à segurança dos ocupantes. Com o volante leve, qualquer movimento mínimo poderia resultar num esterço grande, fazendo o carro perder o controle. Com o avanço da tecnologia, porém, esse problema foi aos poucos sendo resolvido e hoje os carros já conseguem ajustar a força do sistema gradualmente.

Caixa de direção elétrica

direção elétrica

A direção elétrica também é outra que está cada vez mais popular. Também conhecida como direção eletro-assistida, essa caixa de direção conta com o auxílio de um motor elétrico para gerar a força de esterçamento. Ela pode funcionar de pelo menos duas maneiras básicas:

  1. Um motor elétrico auxilia diretamente na caixa de direção, fornecendo força quando necessário;
  2. Um motor elétrico gira a bomba de óleo que alimenta a direção hidráulica.

A maior vantagem desse sistema é, sem dúvida, a possibilidade de ajustes finos. Os motores elétricos podem ter seus cursos controlados milimetricamente via software, então isso abre um leque muito maior de opções. Tanto que muitos carros já conseguem oferecer diferentes ajustes de direção com um clique, seja ele mais esportivo, direto ou voltado para o conforto.

Identificando problemas na caixa de direção

Se você perguntar em qualquer oficina de confiança, todo mecânico irá dizer que a caixa de direção é um item bastante durável e que costuma ter vida longa independente do uso. E é verdade. Porém, se seu carro apresentar algum problema na caixa de direção e ele não for detectado rápido, o conserto pode custar uma pequena fortuna.

Apesar disso, a identificação dos sinais de problema na direção costuma ser fácil e por isso vamos apresentar os 5 principais métodos nesse artigo. Começando…

1. Ruídos na caixa de direção

problema na caixa de direção - ruído na caixa de direção

Com exceção das caixas de direção mecânicas, quase todas as outras farão algum barulho na hora de esterçar. No caso da direção hidráulica, se você esterçar o carro até o limite deverá escutar um barulho que muitas vezes vem da bomba de óleo, mas que não significa que exista alguma problema na caixa de direção.

Porém, quando o carro estiver em movimento — principalmente em curvas acentuadas — e você ouvir ruídos mais agudos isso pode ser sinal de problema. A caixa de direção não pode fazer nenhum barulho durante seu regime de trabalho, portanto, fique de ouvidos bem atentos. Especialmente para os sistemas mais modernos, que se utilizam de múltiplos recursos elétricos e hidráulicos, esses tipos de ruído podem significar que algum componente está em risco, mesmo que seu funcionamento esteja normal.

A causa desses ruídos pode, inclusive, estar ligada a problemas em outros componentes do sistema de direção como a barra de direção e os terminais. Quando existe algum problema nessas outras peças, a caixa de direção é posta sobre uma carga acima do normal, o que pode gerar problemas.

Carros rebaixados ou modificados mecanicamente podem acabar produzindo esse tipo de problema. Principalmente os carros rebaixados, por realizarem alterações diretas na suspensão que acabam comprometendo e trazendo problemas para a caixa de direção.

2. Volante muito pesado é sinal de problema na caixa de direção

problema na caixa de direção - volante muito pesado

Talvez um dos sinais mais fáceis de serem notados, o volante muito duro na hora de manobrar o carro é um forte indício de problema. Especialmente nos carros com direção hidráulica e elétrica, o volante pode ficar extremamente duro ou em alguns casos quase completamente bloqueado, impedindo as manobras.

Nesses casos, os problemas mais comuns podem ser:

  • Problema na boma de óleo;
  • Problema no motor elétrico que assiste a direção;
  • Perca de pressão de óleo por problema nos dutos do sistema;
  • Óleo errado no sistema de direção.

Quando isso acontecer, recomendamos procurar um mecânico de confiança para identificar e sanar corretamente o problema. Fique bastante ligado no tipo de óleo recomendado para a direção hidráulica do seu veículo, pois o uso errôneo pode levar a ineficiência do sistema e problemas na caixa de direção.

Mas fique atento: no caso da direção mecânica, mudanças no conjunto de rodas, pneus e suspensão podem deixar o voltante mais duro de esterçar e isso é natural. Pneus mais largos ou com compostos mais pegajosos produzem mais fricção e arrasto com o solo, deixando o carro mais difícil de virar.

Quem tem caixa de direção mecânica nota com mais facilidade, mas mesmo as direções hidráulica e elétrica perdem um pouco do desempenho nesses casos. Ainda assim, apesar do peso adicional nos braços, isso não significa que possa estar acontecendo um problema na caixa de direção do seu carro.

3. Vibrações no volante podem ser problemas na caixa de direção

problema na caixa de direção - vibração no volante

Carros com vibração no volante são relativamente comuns na vida de qualquer motorista. Porém, entender de onde vem o problema pode ser uma tarefa complicada. A maioria dos problemas que causam a vibração no volante estão ligadas ao sistema de freios, suspensão, falta de alinhamento e balanceamento e até problemas nos coxins do motor e câmbio, mas, em alguns casos, também podem estar associados à caixa de direção.

A vibração no volante que costuma vir de um problema na caixa de direção é aquela intermitente, como se a bomba de óleo ou o sistema elétrico que fornecem a assistência estivessem falhando ou funcionando com dificuldades. Geralmente, isso pode acontecer também em manobras com o carro parado, ao contrário dos outros problemas que comentamos acima.

O volante vibrando pode ser sinal de um problema muito grave e um mecânico deve ser procurado imediatamente para diagnosticar o problema.

4. Caixa de direção quase sem curso (ou com folga)

problema na caixa de direção - direção sem curso

O problema da caixa de direção sem curso ou com muita folga está ligado diretamente ao desgaste interno dos componentes da caixa de direção. Esse problema é mais incomum, pois demora muito tempo para aparecer e, quando aparece precocemente, pode indicar outros problemas no veículo.

Portanto, se na hora de esterçar o carro você sente que o curso de manobras está reduzido ou que, durante seus trajetos, o valante apresenta folga excessiva, pode ser sinal de desgaste abusivo da caixa de direção. Outro sintoma para ficar ligado é a necessidade de ajustes frequentes na folga e na posição da direção. Se isso precisar acontecer periodicamente com seu carro, chame a atenção do seu mecânico.

5. Vazamentos na caixa de direção

problema na caixa de direção - vazamento de óleo

Os vazamentos na caixa de direção são mais comuns e costumam causar ineficiência no sistema, mas nem sempre levam a problemas na caixa de direção. Para diagnosticar esse problema não tem segredo, basta monitorar os seguintes itens periodicamente:

  • O nível do reservatório da direção hidráulica está baixando regularmente e com frequência?
  • Há manchas de vazamento no chão (geralmente rosas e viscosas)?
  • Existe algum marejamento próximo às tubulações do reservatório de óleo da direção?
  • Você tem notado gotejamentos ou borras causadas por óleo no bloco do motor, próximo ao reservatório de óleo da direção?

Se a resposta para alguma dessas perguntas for sim, é bem provável que você tenha um carro com vazamento de óleo da direção. Isso não quer dizer, necessariamente, que seu carro esteja com problema na caixa de direção, mas, com o tempo, isso pode ir se somando a outros agravantes e tornar o problema ainda maior.

Quando o vazamento está acontecendo na região do reservatório, pode ser mais fácil e mais barato de resolver. Porém, se o vazamento estiver acontecendo na própria caixa de direção, aí a mão de obra pode ser mais cara e o serviço mais demorado. Por isso, fique atento.

Seu carro já teve problema na caixa de direção?

Apesar de pouco comum, muita gente já deve ter passado por alguma das situações descritas acima. Se você notar qualquer uma delas, não exite em procurar um mecânico o mais rápido possível, afinal, qualquer problema no sistema de direção pode trazer risco a você e seus familiares.

E você, seu carro já teve algum problema na caixa de direção? Conte pra gente nos comentários e até a próxima!

Summary
Review Date
Reviewed Item
Problema na caixa de direção: 5 maneiras de identificar
Author Rating
51star1star1star1star1star
mm

Fábio Siqueira

Mecânico há mais de 25 anos, restaurador, colecionador e curioso pelo mundo automotivo e suas constantes evoluções. Apaixonado por carros e entusiasta desde criancinha.
mm